Deprecated: Function mysql_numrows() is deprecated in /home/equoc/public_html/equoterapia.php on line 11
Equocenter - Centro de atividades especiais
 

O que é Equoterapia?

“É um método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas portadoras de deficiência ou de necessidades especiais.”

(ANDE-BRASIL – Associação Nacional de Equoterapia), (Foi reconhecida como método terapêutico de Reabilitação pelo conselho Federal de Medicina em 1997.).

 

Porque a utilização do cavalo?

Poucos animais carregam tanta simbologia em sua história como o cavalo. Presente em documentos, relatos e ditos populares, sua trajetória se confunde com o desenvolvimento da própria civilização humana. O poder, a força, a coragem e o espírito selvagem dos eqüinos são freqüentemente evocados na mitologia clássica, nas artes em geral e, como outras figuras legendárias, fascina, inquieta e distancia.

Utilizamos a força, beleza e rusticidade do animal para trabalharmos o lado psicológico e o movimento tridimensional trabalha o lado físico.

O biorritmo do cavalo se assemelha muito ao do ser humano. Seu movimento, com ritmo e balanço, é transmitido ao cérebro do cavaleiro via medula, estimulando o metabolismo, regulando o tônus muscular e melhorando os sistemas cardiovascular e respiratório.

Além disso, a mudança de equilíbrio constante que o cavalo exige do cavaleiro, faz uma verdadeira fisioterapia articular e muscular, estimulando a circulação linfática e a sanguínea, vivificando células ao nutrindo-as com oxigênio, glicose e vitaminas, bem como eliminando as toxinas, fortalecendo o coração, os músculos e os tendões. No encéfalo, esse exercício provoca uma liberação de endorfinas, verdadeiras drogas naturais semelhantes à morfina, que trazem a conhecida euforia que experimentam os que praticam esportes que exigem trabalho muscular.

Por outro lado, a posição elevada em que fica o cavaleiro – um verdadeiro trono – proporciona um sentimento de poder altamente desejável para a formação da auto-estima ao fortalecer o ego que dá a confiança em si mesmo, indispensável para vencer.

 

Em um (1) minuto o cavalo proporciona ao praticante:

  • 246 ONDULAÇÕES TRIDIMENSIONAIS
  • 738 CORREÇÕES POSTURAIS NO PRATICANTE
  • 1476 GRUPOS MUSCULARES ATIVADOS

 

A prática da equitação promove:

  • 30 minutos: 354.000 contrações musculares
  • Estimulação do metabolismo
  • Melhora do sistema cardiovascular e respiratório

 

“O cavalo exerce um fascínio quase genético em nossa sociedade e, para muitos, esse fascínio é maior que o temor.” (Gabriele Brigitte)

 

A Equoterapia é indicada para:

A equoterapia é indicada no tratamento dos mais diversos tipos de comprometimentos:

Patologias ortopédicas:

  • Problemas Posturais: cifose, lordose, escoliose;
  • Doenças do crescimento;
  • Má formação da coluna;
  • Acidentes com sequela de fraturas e pós-cirúrgicos;
  • Amputações;
  • Artrite Reumatoide;
  • Artroses;
  • Espondilite Anquilosante;
  • Dismorfismos esqueléticos;
  • Subluxações de ombro ou quadril.

Patologias Neuromusculares (Neuropatias):

  • Epilepsia Controlada;
  • Não Controlada (alguns casos);
  • Poliomielite;
  • Encefalopatia Crônica da Infânica;
  • Seqüelas de TCE;
  • Plegias;
  • Doença de Parkinson;
  • Acidente Vascular Cerebral;
  • Mielomeningocele;
  • Multiesclerose;
  • Espinha Bífida;
  • Lesões medulares;
  • Hidrocefalia;
  • Macrocefalia;
  • Microcefalia.

Patologias cardiovasculares e respiratórias:

  • Cardiopatias;
  • Doentes respiratórios (que desejam principalmente se reabilitar voltando a realizar esforço e prática de exercícios físicos).

Outras patologias:

  • Distúrbios Mentais - demência em geral, Síndrome de Down;
  • Distúrbios Comportamentais / Sociais - formas psiquiátricas de psicoses infantis e estados marginais, autismo, esquizofrenia, distúrbio da atenção, hiperatividade;
  • Distúrbios Sensoriais - deficiência visual, deficiência auditiva;
  • Alterações de Escrita - disgrafia, disortografia, dislexia, distúrbio da percepção;
  • de Linguagem Oral - alterações de fala, atraso de linguagem;
  • de Motricidade Oral;
  • de Voz;
  • Emocional - insônia, ansiedade, stress;
  • Atraso Maturativo - do desenvolvimento psicomotor, instabilidades psicomotoras;
  • Seqüelas de queimaduras.
  • Doenças sanguíneas;
  • Doenças metabólicas

 

Programas de Equoterapia (EQUOTERAPIA AGE/RS 1997)

A equoterapia divide-se em quatro programas dispostos em ordem de menor para maior capacidade do praticante: hippoterapia, educação/reeducação, pré-esportiva e esportiva, sendo este último programa não considerado por algumas linhas de tratamento.

 

Hippoterapia

Trata-se do tratamento com auxílio do cavalo. Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais, como profissionais de maior intervenção deste programa, utilizam-se deste tratamento, para pacientes com disfunção motora, especialidade reconhecida pelo Coffito em 02/04/08 sob o n.º 348 . O cavalo influencia o paciente, ao invés do paciente controlar o cavalo. O paciente é colocado sobre o cavalo e responde ativamente aos seus movimentos. O terapeuta, com o auxílio do auxiliar guia, determina a direção do percurso, a posição da cabeça e a velocidade do cavalo, assim como analisa as respostas do praticante fazendo os ajustes nescessários para cada situação. Os objetivos da hippoterapia são as melhorias no tônus, postura, equilíbrio, mobilidade e consequentemente na função. É essencialmente voltado para a área da Saúde e caracteriza-se pela dependência funcional motora do paciente. Nesta fase, o cavalo atua primariamente como instrumento cinesioterapêutico, mas tem também seu aspecto construtivo na questão psicológica do praticante.

 

Educação/Reeducação

Aborda uma ou mais áreas de aplicação e baseia-se na autonomia funcional do paciente. Neste programa o cavalo é instrumento de Pedagogos, Psicólogos e Fonoaudiólogos, Prof. de Educação Física, profissionais que intervêm diretamente, atuando enfaticamente no processo de ensino-aprendizagem, socialização e comportamento, fala-respiração-deglutição; e indiretamente influenciando fisicamente o processo, através dos movimentos tridimensionais da andadura do animal.

 

Pré-esportivo

Enfatiza as áreas da Educação e Social e conta com a independência funcional do paciente que passa a exercer influência direta sobre o cavalo, sob a orientação direta de Psicólogos, Prof. de Educação Física e Instrutores de Equitação, podendo chegar a um estágio de provas eqüestres simples. De acordo com o programa, o cavalo influencia principalmente a inserção e reinserção social do paciente e tem grande participação nos processos psíquicos também.

 

Esportiva

Aqui o indivíduo é um atleta em potencial, com ou sem a utilização de adaptações, é perfeitamente capaz de competir, tendo o controle total sobre o cavalo. O profissional diretamente atuante neste programa é o Instrutor de Equitação.

 

Para a prática Equoterápica é obrigatória a avaliação médica, psicológica e fisioterapêutica.

Idade mínima – 2 anos